A Moreninha do Joaquim Manuel Macedo


Entre muitas coisas eu estou estudando português, um das coisas que mas gosto é que posso ler livros e novelas nessa língua e descobri outro mundo. Meu português não es ótimo mais já posso falar é escrever. Minha prova oral foi ler um livro. Eu li um livro de Joaquim Manuel Macedo: A Moreninha. Deixo aqui meu resumo do livro.

A história conta sobre Augusto, rapaz que aposta com amigos que não ficaria apaixonado por mais de 15 dias por mulher alguma, sua pena ( em caso de perda) será a de escrever um romance para estes amigos. Augusto é estudante de medicina e colega de Filipe, Fabricio y Leopoldo

O livro se desenvolve maiormente numa ilha onde mora à Avó de Felipe. Nessa ilha vão celebrar a festa de Sant’Ana, porque a Avó de Felipe se chama D. Ana. Lá Augusto conhece a irmã de Felipe D. Carolina, una moreninha de quinze anos e fica namorado dela. 

No jantar Felipe em vingança a Augusto diz que ele e um inconstante e Augusto reconhece-o. Todas as mulheres da festa odeiam-0 e ninguém quer ficar com ele.

Finalmente D. Ana teve piedade dele e passeia com ele ate uma gruta. Na gruta Augusto  explicou a D. Ana a ração de sua inconstância. Quando criança jurou amar eternamente uma menina cujo nome ignora e isso fez que ele fique inconstante em seus amores, ele conta para D. Ana a historia de como ele conheceu a menina e como não pode olvidar.

D. Carolina é uma menina travessa que passa toda festa fazendo travessuras, decide namorar a Augusto e consegue. Ela quer que ele perda à aposta. Finalmente Augusto se apaixona dela e ela dele.

Ele volta dois vezes na ilha e declara seu amor a D. Carolina à qual o-corresponde. Depois do segundo domingo, quando ele volta a sua casa achou na corte a seu pai quem reclama que ele tem descuidados os estudos. O seguinte domingo quando ele pede licença ao pai para ir passar o dia domingo na ilha, a resposta foi não redondo.

Augusto fica doído de amor, porque o pai não deixa que ele volte para à ilha, Augusto fica enfermo de amor. O pai teme que Augusto morra então  reconhece que deve deixar-o.

Quando chegam na ilha o velho pede a mão de D. Carolina a sua avó, porque Augusto não posso falar. Mais D. Carolina responde que ela não sabe se quer e pede tempo para pensar.

Ela vai na gruta e Augusto vai com ela. D. Carolina lhe diz que não pode casar-se com ele porque ele jurou amor a outra menina, para ficar noivos ela precisa que “sua mulher” como ele chamava à menina que havia conhecido lhe liberasse. Quando ele lhe diz que não sabe onde encontrar essa menina. Então D. Carolina ensina seu breve e o camafeu e revela que ela era a menina de sete anos da historia.

Finalmente eles acordam casar. Augusto perde a aposta e o romance que ele decide escrever fruto desta aposta foi A Moreninha

O que gostei do livro

Eu gostei muito do livro pelo romantismo que envolve, é uma historia de amor linda. Ha algumas partes um pouco longas como a carta que Fabrício envia à Augusto, também a descrição sobre porque ele não quer ficar namorado de ninguém, com todos os desamores que ele tive tido.

Eu gostei muito como ele saiu das quatro mulheres que queriam zombar-lhe. A historia dos breves e como eles ajudaram o velho foi muito bonita. Também gostei muito como eles enganaram a todos quando a mulher estava bêbada e os quatro estudantes de medicina estavam diagnosticando o que al mulher tinha,  eles começaram a dizer asneiras que ninguém entendia, mais pareciam verdade.

 Sobre o autor

O livro é um exemplo clássico do Romantismo, eu li que tinha sido o primeiro livro clássico do romantismo brasileiro.

O livro gira em torno de sua heroína perfeita e seu herói que luta para ter o amor desta e os obstáculos para sua realização, no caso a promessa infantil.

O livro foi escrito por Joaquin Manuel de Macedo e nele estão representados os costumes do Rio de Janeiro da década de 1840 e a classe dos estudantes, da qual Macedo fazia parte na época da escrita do livro.

 A obra de Macedo apresenta todo o esquema e desenvolvimento dos romances românticos iniciais: descrição dos costumes da sociedade carioca, suas festas e tradições, estilo fluente e leve, linguagem simples, que beira o desleixo, tramas fáceis, pequenas intrigas de amor e mistério, final feliz, com a vitória do amor.


Responder

Introduce tus datos o haz clic en un icono para iniciar sesión:

Logo de WordPress.com

Estás comentando usando tu cuenta de WordPress.com. Cerrar sesión / Cambiar )

Imagen de Twitter

Estás comentando usando tu cuenta de Twitter. Cerrar sesión / Cambiar )

Foto de Facebook

Estás comentando usando tu cuenta de Facebook. Cerrar sesión / Cambiar )

Google+ photo

Estás comentando usando tu cuenta de Google+. Cerrar sesión / Cambiar )

Conectando a %s